Lílian Toledo

Empresária

29/01/2018


Por Ali com Lilian Toledo - NY, The Big Apple

Se você também não sabia o motivo deste ser o apelido mais famoso, da cidade mais famosa do mundo, “senta que lá vem história” ... Segundo várias pesquisas realizadas através do Dr. Google, no início dos
anos 20, “apple” (maçã) era uma palavra usada nas corridas de cavalos em New York City, e se referiam aos prêmios - que eram bem substanciais, diga-se de passagem - concedidos aos seus vencedores. Da repetição desta terminologia nos jóqueis da cidade às casas de show de jazz foi um pulo, e assim os “donos do blues” passaram a chamar NY de “The Big Apple”. Existe inclusive um ditado bem antigo do show business que diz “ There are many apples on the tree, but only one Big Apple” - traduzindo, “Há muitas maçãs na árvore, mas somente uma grande maçã”. Curioso, não? Mal sabiam que o título estaria à altura desta deslumbrante cidade – até os dias de hoje - mundialmente conhecida pela infinidade de facetas que a transformaram na capital do mundo! Uma das minhas viagens preferidas, e ainda assim, continua na lista. Creio que jamais vou tirá-la dali, tamanha é a diversidade do que se fazer, conhecer e visitar. E é claro, a paixão arrebatadora que toma o nosso coração assim que pisamos na Time Square! Conhecer NY requer muita, mas muita disposição. Não só pela variedade de lugares a se desbravar, mas porque lá a melhor pedida é andar a pé - o que é muito fácil, uma vez que todas as ruas são numeradas, e auxiliam na localização usando o ponto de partida, que pode ter como referência o local onde se está hospedado. E como é plana, é um convite perfeito para longas e deliciosas caminhadas. São 15 avenidas, cruzando Manhattan de norte a sul, e a principal delas é a 5ª, onde se concentram as lojas de grife mais chiques do mundo fashion. O metrô funciona 24 horas, mas esteja atento aos trens expressos, que não param
em todas as estações e mais ainda à ajuda de estranhos - nem sempre bem intencionados. Não, provavelmente você não terá os seus pertences roubados, mas com certeza o seu bilhete será trocado por um completamente zerado! Coisas de cidade grande... As atrações mais famosas são o Central Park, o Empire State Building, a Estátua da Liberdade, o Museu Americano de História Natural e o National September 11 Memorial Museum. Na verdade esta lista é imensa - e eu estou sendo injusta, citando apenas estas, pois há inúmeros lugares a se conhecer e visitar... Shows da Broadway, restaurantes magníficos e compras, muitas compras! Uma Torre de Babel ao ar livre, pois andar pelas suas ruas significa estar em contato com vários pedacinhos do mundo. Ouve-se de tudo um pouco: alemão, francês, italiano, espanhol, árabe, português... Ah, e inglês, of course! Interessante é ver os executivos – sejam homens ou mulheres – elegantérrimos, em ternos muito bem cortados, ou tailleurs chiquérrimos, impecáveis, usando... tênis! Melhor ainda é comprovar que ninguém está nem aí se você estiver vestido dessa ou daquela
forma - NY não só acolhe bem as diversidades, mas se traduz através delas! Não importa em qual estação você decida marcar este encontro: primavera, verão, outono ou inverno, todas tem seu charme e seu encanto! E o Central Park muda completamente a cada uma delas, e faz valer cada retorno.
Uma dica: quando estiver por ali, não deixe de fazer o passeio com a carruagem puxada à cavalo, que circunda o seu perímetro! Imperdível, ainda mais se você
estiver acompanhado – eu garanto... E o mais interessante deste destino é ficar sempre com a sensação de que estamos participando de algum filme, tamanha a quantidade de histórias que já tiveram a Big Apple como pano de fundo! A gente anda pelas ruas crente que vai esbarrar com alguém famoso, rsrsrsrs...
Quer mais? Então aguarde...
Nos vemos por aqui, aLi ou acolá!
Até mais....

 

Jornal Guia Viajar +

Ed. 038