Nossos leitores

Dicas, histórias e experiências vividas por nossos leitores em suas viagens pelo mundo.

03/02/2015


Maysa Valadares e Hugo Labbate

A beleza de Jeri se inicia ao contornar as últimas dunas do vale, vindo de Jijoca de Jericoacoara. É impossível não se encantar com o charme da vila que não tem iluminação pública. O passeio à pedra furada deve ser feito a pé, pois de carroça não se pode curtir as paisagens do caminho com a devida atenção. Os passeios às lagoas Azul e do Paraíso são essenciais, sendo que, nesta última, recomendamos ficar na barraca do Paulo. Jeri é um destino certo para quem quer esquecer da vida, descansar a mente, ficar a toa e poder andar descalço por toda a vila de dia e a noite, uma vez que as ruas são todas de areia. O por do sol visto da Duna do Por do Sol é indescritível, e é recomendável subir na duna de short e camisa, devido ao vento forte do fim de tarde. E não há caixas eletrônicos e agências bancárias em Jeri, por isso é bom levar dinheiro para caso tenha problemas com o cartão de crédito.